Diocese
da Campanha

/
/
/
D. Pedro Cunha Cruz preside celebração eucarística e ordena 5 novos diáconos transitórios para a Diocese da Campanha

D. Pedro Cunha Cruz preside celebração eucarística e ordena 5 novos diáconos transitórios para a Diocese da Campanha

capaO último sábado foi de grande festa para a diocese da Campanha. 5 acólitos foram ordenados diáconos transitórios para o serviço do Reino de Deus. A celebração foi realizada na Catedral da Campanha, sé diocesana e contou com a participação de grande parte do clero diocesano e dos seminaristas das três casas formativas. Após o “deserto pandêmico” (expressão de D. Pedro Cunha), foi a primeira vez que uma ordenação foi realizada na Catedral com a participação plena dos fiéis. Ainda com algumas restrições sanitárias (uso obrigatório de máscaras e álcool em gel), mas com o número de participantes nem tão restrito, representantes de diversas comunidades e de familiares dos ordenandos se fizeram presentes.

A animação da celebração ficou a cargo do coral da paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Três Corações. Os comentários da celebração foram realizados pelo pe. Reginaldo Sebastião Oliveira da paróquia N. Sra. da Conceição, de Pouso Alto.

A homilia episcopal

Em sua homilia, Dom Pedro Cunha Cruz, bispo da Campanha/MG, retomou a mensagem do evangelho de Mateus que foi proclamado (Mt 20, 25-28). “Jesus não quer para os seus discípulos e para a Igreja uma visão altiva, principesca e triunfalista da sua vida e da sua missão; menos ainda do seu Reino. Por isso Ele exemplifica com a imagem dos chefes deste mundo que, não poucas vezes, usam da autoridade para dominar e não para servir. A autoridade para Jesus e para a Igreja é serviço humilde. É isto que qualifica qualquer ministério exercido na Igreja, em todos os graus e instâncias. O serviço não pode ser classista, de casta ou carreirista. Daí Jesus insistir: ‘Entre vós não seja assim’ (Mt 20, 26).”

Ele conclui falando sobre o ministério do Diácono: “A missão e o ministério de Cristo constituem a fonte dos ministérios e o modelo da ministerialidade da Igreja. O carisma do diácono, sinal sacramental de Cristo-Servo, tem grande eficácia para a realização de uma Igreja servidora e pobre (Puebla, n. 697). Ser ícone de Cristo-Servidor constitui a identidade profunda do diácono (Doc. 96 CNBB, n. 40). O diaconado é sacramento da caridade em sentido amplo; é servir o povo de Deus na diaconia da Palavra, da liturgia e da caridade, sobretudo aos mais pobres e excluídos (LG, n. 29). “O diácono é o guardião do serviço da Igreja” (Papa Francisco, homilia do dia 10/05/2020). Servir é o estilo segundo o qual viver a missão é o único modo de ser discípulo de Jesus. “O serviço deve caracterizar o ministério do diaconado. É estar sempre pronto para o irmão. A mansidão e humildade, queridos diáconos, amadurecerá a vocação de ministros da caridade (Papa Francisco, homilia do dia 07/01/2018)”.

A homilia completa pode ser acessada no canal da Pascom Diocesana do Spotify, por meio do link: https://open.spotify.com/episode/3NpI0VOwim6x6MpqAEdvJI?si=O8o0JfMrRo6OjTjjzzkV-A

Conheça um pouco mais dos neo-diáconos da diocese

Edson Cassiano Lopes é natural de Baependi. Nasceu em 02 de fevereiro de 1992. Começou a vida pastoral na Paróquia São Judas Tadeu, na Diocese São José dos Campos, servindo na Pastoral Litúrgica, na Pastoral da Acolhida e na Pastoral Vocacional. Sentiu interpelado ao sacerdócio durante os estudos universitários, em 2010. Fez discernimento vocacional nos anos de 2011 e 2012, nas Dioceses de São José dos Campos e da Campanha. Ingressou no Seminário Propedêutico São Pio X em 2013. Cursou Filosofia no Seminário N. Sra. das Dores na sé diocesana e Teologia na FACAPA de Pouso Alegre. Realizou estágio pastoral nas paróquias de São Tomé das Letras, Campanha, N. Sra. d’Ajuda (Três Pontas), Santíssima Trindade (São Lourenço), Pedralva, Lambari, Itanhandu e Guapé, onde atualmente exerce seu serviço. Também auxiliou no Setor Juventude e na Pastoral Familiar em nossa diocese.

Érick de Oliveira e Silva nasceu em Jesuânia, em 17 de setembro de 1995. Em sua infância e adolescência foi coroinha e acólito. Em 2012 iniciou o acompanhamento vocacional. Ingressou no Seminário Propedêutico São Pio X em 2013. Realizou os estudos eclesiásticos em Campanha (Filosofia) e Pouso Alegre (Teologia). Exerceu seus trabalhos pastorais em Campanha, Cambuquira, São Bento Abade, Três Pontas (na Paróquia Nossa Senhora das Graças), Heliodora, Coqueiral e Cristina, onde reside atualmente. Na diocese também ajudou o Movimento Mãe Rainha e o Ministério Extraordinário dos Acólitos.

João Paulo Gonçalves de Carvalho é natural de Conceição do Rio Verde. Nasceu em 04 de julho de 1993. Em sua terra natal foi coroinha e acólito. Com 10 anos começou a participar dos encontros vocacionais em sua paróquia, com os Padres e Irmãos Betharramitas. Em 2012 participou dos encontros vocacionais diocesano e, no ano seguinte, ingressou no Seminário Propedêutico. Ainda em Campanha fez o Curso de Filosofia. E em 2017 iniciou seus estudos teológicos na Faculdade Católica de Pouso Alegre (FACAPA). Seus estágios pastorais aconteceram em Campanha, Boa Esperança (na Paróquia Nossa Senhora das Dores), em Varginha (na Paróquia Cristo Luz dos Povos), São Gonçalo do Sapucaí, em Carmo da Cachoeira, em Baependi e em Três Corações (na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus), onde atua nos últimos meses. Exerce ainda sua colaboração na Pastoral da Comunicação da Diocese.

Paulo César Teixeira, nasceu em Careaçu, em 24 de julho de 1991. Em sua paróquia de origem sempre auxiliou na música litúrgica, e, desde pequeno, frequentou a Infância e Adolescência Missionária. Foi membro da Comunidade Nossa Senhora Rainha das Graças, onde sentiu o chamado Vocacional. Deu início aos encontros Vocacionais no ano de 2007, e em 2010 foi convidado a ingressar no seminário. Após um período pediu um tempo para melhor discernir a vocação. Retornou ao seminário no ano de 2013. Concluiu o curso filosófico em 2016 e a Teologia em 2020. Fez estágio pastoral em Elói Mendes (na Paróquia Divino Espírito Santo), em Soledade de Minas, em Santana da Vargem, em São Gonçalo do Sapucaí e em Nepomuceno, onde tem exercido seus ministérios. Em nível Diocesano, auxilia na Pastoral Vocacional e na OVS (Obra das Vocações Sacerdotais).

Vinícios Fonsêca Costa nasceu em 10 de fevereiro de 1993, em Boa Esperança. Na Paróquia Nossa Senhora das Dores foi catequista e acólito. Também participou da Pastoral da Juventude, do Coral Nossa Senhora das Dores, da Pastoral Litúrgica, da OVS e da Sociedade São Vicente de Paula. Fez acompanhamento vocacional nos anos 2010 e 2011. Ingressou no Seminário em 2012. Curso Filosofia no seminário de Campanha. E o curso de Teologia foi realizado em Pouso Alegre, tendo sido concluído em 2019. Suas atividades pastorais durante o seminário aconteceram em Olímpio Noronha, Conceição do Rio Verde, Varginha (na Paróquia São Sebastião), Elói Mendes (na Paróquia Divino Espírito Santo), São Lourenço (na Paróquia São Lourenço Mártir) e em Careaçu, onde atua no até o momento. Também ajudou Pastoral Universitária da diocese.

O lema diaconal

“‘Alcançados por Cristo Jesus’ (Fl 3, 12): este é o lema escolhido e que norteará a diaconia exercida a partir de agora. Nossos irmãos Edson, Érick, João Paulo, Paulo Cézar e Vinícios recebem hoje a graça necessária para o serviço junto a Cristo Jesus, o diácono por excelência. Cabe a eles testemunhar, em colaboração com o Bispo e seu presbitério, o amor a Cristo, sobretudo aos mais pobres. Consagrados, exercerão o serviço da caridade. Deverão servir com alegria tanto a Deus quanto as pessoas.” (Pe. Reginaldo Oliveira).

Os neo-diáconos exercerão o ministério nas paróquias onde já estão atuando: Diác. Edson em Guapé; Diác. Erick em Cristina; Diác. João Paulo em Três Corações (Sagrado Coração de Jesus); Diác. Paulo César em Nepomuceno; Diác. Vinícios em Careaçu.

Author picture

Compartilhar:

Categorias:

Diocese

Formações

Leia Também

https://www.facebook.com/share/p/HjPuaeUp3LorxymX/  
Inúmeras vezes o magistério da Igreja reitera a importância da oração na família e recorda como os primeiros ensinamentos