Diocese
da Campanha

/
/
/
RETIRO DAS FORÇAS-VIVAS DA DIOCESE DA CAMPANHA

RETIRO DAS FORÇAS-VIVAS DA DIOCESE DA CAMPANHA

capaParafraseando a recente Carta da 16ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos ao Povo de Deus, datada em 25 de outubro de 2023, na cidade do Vaticano, ao chegar no fim dos trabalhos do Retiro das Forças-Vivas da Diocese da Campanha, “queremos, com todos vós, dar graças a Deus pela bela e rica experiência que tivemos. Vivemos este tempo abençoado em profunda comunhão com todos vós. Fomos sustentados pelas vossas orações, trazendo conosco as vossas expectativas, os vossos questionamentos, e também os vossos receios.”

O Retiro, cuja temática foi “Redescobrir a sinodalidade na Igreja à luz dos Atos dos Apóstolos”, realizou-se dias 3, 4 e 5 de novembro de 2023 nas dependências do Colégio Sion, em Campanha, MG, sob os auspícios da Diocese da Campanha, liderada pelo Bispo Diocesano Dom Pedro Cunha Cruz, a inspiração do Papa Francisco e a condução do Espírito Santo.

Os organizadores e facilitadores, refiro-me a todos envolvidos, desde os responsáveis pela limpeza, cozinha até os da administração e ministério, aqui representados nas pessoas da secretária de pastoral, Sra. Mirian Cristiano, e do padre Jean Steferson, dedicaram-se com afinco para que o evento acontecesse de forma impecável, num local belíssimo e inspirador, viabilizando esse final de semana de tão rico aprendizado da Palavra. Participaram 40 representantes de pastorais e movimentos da Igreja Católica, quais sejam, MESC, Catequese, Pastoral Universitária, CEBs, Pastoral da Saúde, Núcleo Diocesano da CRB, Pastoral da Criança, GRADI, Pastoral Vocacional, Escola Catequética, Pascom, Pastoral da Educação, Pastoral da Inclusão, Setor Juventude, Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral Carcerária, Terço dos Homens, Canto Litúrgico, Mãe Rainha, Apostolado da Oração, Mães que Oram pelos Filhos e um Diácono Eleito.

Em ambiente de partilha, comunhão e meditação, organizados num grande círculo à imagem da Eucaristia representando a própria sinodalidade, pudemos vivê-la entre nós caminhando juntos, com perdão da inevitável redundância. Todos se manifestaram sobre nossa realidade local, regional e mundial num extraordinário exercício de escuta, diálogo e discernimento enquanto assimilávamos, exitosamente, através da preciosa didática do padre Jean, os ensinamentos da Palavra de Deus.

A sinodalidade se fez presente desde a Igreja primitiva, corroborada pelo Concílio Vaticano II, conscientizando o povo de Deus de que somos todos irmãs e irmãos em Cristo corresponsáveis pela missão de evangelização por Ele nos confiada a partir do batismo. Primeiramente a esperança, posteriormente a ação na busca de que o amor de Deus regue as relações humanas tão conturbadas no momento civilizatório atual. Abandono, fome, guerra, perseguição são mazelas que vitimizam os excluídos, invisíveis periféricos vilipendiados em seus direitos humanos, à margem do tecido social letalmente atingidos pela injustiça produzida por interesses individuais que permeiam o antropocentrismo distante de Deus.

Renovadas pela dinâmica sinodal do Retiro Diocesano, resta às lideranças das Forças-Vivas presentes aplicarem os ensinamentos em suas missões no Reino de Deus na Terra conforme desejo e orientação do Papa Francisco.

E que esse tipo e Retiro se repita com frequência para o nosso bem e de toda Santa Igreja.

Neo Lara – equipe de Animação das CEBs
Fotos: Mirian Cristiano


Author picture

Compartilhar:

Categorias:

Diocese

Formações

Leia Também

Aconteceu em Belo Horizonte – MG, de 15 a 19 de julho, mais uma edição do Encontro Nacional de