Diocese
da Campanha

/
/
/
Por que convidar as Pequenas Missionárias para trabalhar na Paróquia Santo Antônio?

Por que convidar as Pequenas Missionárias para trabalhar na Paróquia Santo Antônio?

capaComo iniciativa pastoral, senti no meu coração o desejo de contar com o auxílio de religiosas para a formação das comunidades e das forças vivas paroquiais a partir do espírito eclesial que brota do Concílio Vaticano II, em vista de despertar autênticos protagonistas da construção do Reino no serviço à Igreja, atendendo a uma solicitação feita por vários paroquianos ao longo dos anos.

Sonho antigo para os Campanhenses, a presença das irmãs enriquecendo a dinâmica paroquial, já que durante muitas décadas a cidade contou com o trabalho das religiosas, seja no Colégio Sion, no Seminário, na Santa Casa ou no Asilo das Meninas.

Tudo isto foi colocado no coração de Deus para que, sendo de Sua Santíssima vontade, Ele mesmo providenciasse tudo e com Sua mão conduzisse cada etapa deste processo.

Bendito seja Deus pela resposta das Irmãs Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, cujo sim, enobrece a Paróquia Santo Antônio e cujo testemunho de vida religiosa causa alegria no seguimento a Jesus Cristo.

A Madre Geral das Pequenas Missionárias é conterrânea nossa: Madre Vilma, conhecida por muitos. Com muito carinho acolheu a proposta e se deu o início da Fraternidade em nossa cidade, dedicada à Nossa Senhora de Lourdes. As Irmãs Nilda, Benedita e Mirela chegaram para a Semana Santa, dia 02 de abril e oficialmente a casa teve início no dia 31 de maio, com a celebração da Santa Missa, dando-lhes as boas-vindas!

Que seja frutuoso este trabalho por elas aqui realizado e esta fraternidade se mantenha por muitos anos!

Cônego Bruno Cesar Dias Graciano – Cura da Catedral de Santo Antônio e Chanceler do Bispado.

Author picture

Compartilhar:

Categorias:

Diocese

Formações

Leia Também

Entre os dias 15 e 18 de julho aconteceu em Belo Horizonte/MG, o 7° Encontro de Formação Litúrgica para