Diocese
da Campanha

/
/
/
“O momento agora é de cuidado com a vida”, afirmou Dom Pedro em Reunião Remota do Conselho Diocesano de Pastoral

“O momento agora é de cuidado com a vida”, afirmou Dom Pedro em Reunião Remota do Conselho Diocesano de Pastoral

WhatsApp Image 2020-12-01 at 15.21.25Cumprindo o planejamento diocesano de 2020, no último sábado, dia 28 de novembro, o CODIPA – Conselho Diocesano de Pastoral reuniu-se através da plataforma Google Meet com a participação do senhor bispo, Dom Pedro Cunha Cruz, do coordenador diocesano de pastoral, Pe. Jean Poul Hansen e demais coordenadores e assessores diocesanos das pastorais, ministérios, movimentos, associações e organismos da Diocese da Campanha. Em pauta, uma reflexão sobre a ação pastoral e encaminhamentos para o próximo ano.

Após a leitura da ata da última reunião, também realizada de modo remoto, em vista da pandemia da Covid 19, o Pe. Jean Poul conduziu uma reflexão sobre a ação pastoral em 2020/2021 destacando três situações: o cansaço produzido pelo isolamento social, o esgotamento do mundo virtual já que tudo é feito neste ambiente e a tentação de voltar ao dito normal, tal como éramos antes da pandemia.

Ele convidou os participantes a olharem para o exílio da Babilônia, um período triste e doloroso na vida do povo de Israel, mas que permitiu que ele revisitasse o passado e pensasse em registrar sua história para as gerações futuras, dando-se assim surgimento das Escrituras. Nós também, agora, devemos deixar brotar em nosso meio iniciativas pastorais, inspirações do Espírito, que farão a diferença no futuro próximo, devemos aproveitar as oportunidades de inculturação do Evangelho nesta nova cultura que está surgindo da pandemia.

A partir desta reflexão, ele lançou uma provocação e abriu a palavra para uma partilha das angústias e questões da ação pastoral neste tempo, entre todos os presentes. Dentre o que foi relatado está a saturação das atividades virtuais; o pouco compromisso e o rápido esfriamento das relações virtuais, a necessidade de desenvolver uma espiritualidade do compromisso pessoal e comunitária; o aumento do alcoolismo, do uso de drogas e das diversas formas de violência, bem como da população carcerária, além da dificuldade de atingir a todos, sobretudo por conta da inclusão digital, que nas palavras do Pe. Jean Poul é um problema social, eclesial e pastoral. A tecnologia existe, mas muitas vezes falta o conhecimento para utilizá-la e o acesso democrático a todos. Por outro lado, as pessoas estão sedentas, desejando que retornem as atividades presenciais, os grupos e visitas, conforme o carisma próprio de cada pastoral, ministério, movimento, associação ou organismo.

O Pe. Jean pontuou ainda que é preciso despertar o acompanhamento, que consiste num método pastoral: é preciso acompanhar nossos agentes, na medida do possível, ajudá-los, ser criativos e não desistir de ninguém. É preciso cultivar a unidade, que é diferente de uniformidade. Mesmo que haja e há diversidade na Igreja, devemos todos ouvir a palavra do pastor, paróquias e pastorais não podem decidir por si próprias, é preciso aguardar e ouvir a palavra do bispo.

Em seguida, Dom Pedro iniciou sua reflexão lembrando a imagem do Papa Francisco diante do Crucificado de São Marcelo, na Praça de São Pedro vazia, em março passado. Naquela tarde chuvosa do início da pandemia, o Papa deu uma palavra de esperança para o mundo todo e fez com que todos olhassem para o Cristo. Assim, também nós devemos olhar para o Cristo e termos a certeza de que Deus permite-nos tirar coisas boas de momentos ruins, citando Santo Agostinho.

O momento agora é de cuidado com a vida, se temos um decreto que diz para não fazermos as atividades presenciais, o objetivo é cuidar e preservar a vida. Ficar em casa é importante e não é à toa que a casa é destaque nas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, porque a casa é o encontro com a família e consigo mesmo. A experiência de igreja começa com Jesus e os seus discípulos entrando na casa, lugar privilegiado para a mensagem de Deus, aprendamos com isso.

A palavra e o serviço do momento são os cuidadores, aqueles que se arriscam para cuidar da fragilidade do outro. Esta é a nossa vocação: devemos ser cuidadores da vida.

“Agora é um tempo de escutar a vida, é um momento dramático, mas também de profundo crescimento pessoal e de esperança. Sairemos melhores dessa pandemia? Não vamos nos acomodar!” Criar espaços virtuais de partilha, onde as pessoas que sofrem psicológica e até mesmo fisicamente possam ser ouvidas é uma oportunidade pastoral.

A crise, pela qual passamos, é poliédrica, por isso, as soluções nunca serão simples, mas sempre complexas e plurais.

Concluída a reflexão, Dom Pedro passou a responder a todos os coordenadores e assessores que se manifestaram, dando orientações claras e objetivas. Finalizou a reunião dizendo que é necessário que as pastorais se reinventem, continuem com as atividades remotas durante o primeiro semestre do próximo ano e anunciou que no início de 2021 será emitido novo decreto sobre as que podem retomar as atividades presenciais.

Dom Pedro solicitou nesta ocasião que o Coordenador Diocesano de Pastoral, a Coordenadora do CODIAS e o Diretor da Escola Diaconal se encontrem para inserir os candidatos ao diaconato permanente, que em breve receberão o acolitato, nas diversas pastorais sociais de nossa diocese. E ainda que a Equipe Diocesana de Catequese elabore um projeto de retomada da catequese em 2021, sem colocar em risco as pessoas.

Ao final da reunião, Pe. Jean Poul recordou a prioridade diocesana eleita em março para o nosso próximo Plano Diocesano de Pastoral: “Consolidar as nossas comunidades eclesiais missionárias como espaços de comprometimento e participação de todos na vida e na missão da Igreja” e mais uma vez convidou os presentes a se comprometerem com a Igreja Doméstica, concretamente neste momento, com a Celebração do Dia do Senhor em Família e a Novena de Natal, que neste ano não vai convidar as famílias a reunirem-se em grupos, mas a que cada família celebre toda a novena em sua casa, montando o seu presépio, enquanto se prepara para o Natal do Senhor.

Mirian, Secretária Diocesana de Pastoral, falou brevemente sobre o Curso para Candidatos Católicos nas Eleições Municipais – 2020, que foi oferecido pela diocese em plataforma digital e teve boa aceitação, conteúdo excelente nas 7 aulas, que aconteceram quinzenalmente, muito embora poucos certificados, uma vez que a formação entrou pelo tempo da campanha política, impossibilitando a presença on-line requerida para a certificação. Os conteúdos estão disponíveis no canal do Youtube: Coordenação de Pastoral – Diocese da Campanha (https://www.youtube.com/channel/UCb25oitUniCPzLMYvwK1IsQ/featured).

Após rezaram juntos a oração da Ave Maria, pedindo proteção e força para esses tempos, Dom Pedro deu a bênção, agradecendo a participação de todos.

Author picture

Compartilhar:

Categorias:

Diocese

Formações

Leia Também

Nos dias 12 a 14 de julho, aconteceu em Aparecida/SP, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, o 8º
Inúmeras vezes o magistério da Igreja reitera a importância da oração na família e recorda como os primeiros ensinamentos