Diocese
da Campanha

/
/
Con. Bruno César assume a paróquia Santo Antônio de Campanha

Con. Bruno César assume a paróquia Santo Antônio de Campanha

capaNa solene celebração em memória de São Brás, D. Pedro Cunha Cruz empossou como pároco o cônego Bruno César Graciano.

Na celebração do último dia 3 de fevereiro, dia em que a Igreja faz memória de São Brás, patrono contra os males da garganta, o bispo diocesano, D. Pedro Cunha Cruz, empossou como pároco da paróquia Santo Antônio, sé do bispado de Campanha, o cônego Bruno César Dias Graciano, transferindo-o da paróquia São Lourenço Mártir. Estiveram presentes vários padres e diáconos do clero diocesano, além dos seminaristas dos propedêutico e da filosofia.

Os paroquianos campanhenses compareceram à cerimônia, lotando toda nave da igreja. Fiéis de São Lourenço também estiveram presentes, sendo recepcionados à porta da catedral pela fanfarra Irmão Paulo. A celebração foi animada pelo Coral Catedral, sob a regência da maestrina Marta Carneiro.

A posse

Logo após a saudação inicial, pe. Wendel Oliveira Rezende, reitor do seminário propedêutico e vigário paroquial, leu a provisão canônica de cônego Bruno César, que assume a paróquia por um período de 6 anos como pároco. Dando sequência, o cônego fez sua profissão de fé, reafirmando os valores da fé católica.

O ritual de posse se completa após a homilia quando o pároco renova publicamente as promessas sacerdotais para o bispo. Em seguida, o novo pároco recebeu de D. Pedro diversos instrumentos que representam o bom desempenho de sua missão: a sedia presidencial (de onde deverá presidir as celebrações e orientar o povo de Deus); as chaves da igreja, que foram entregues pelo coordenador do CAP, Sr. Batista Nani; a chave do sacrário foi entregue pela coordenadora dos Ministros Extraordinários da Comunhão, sra. Madalena Fonseca; após a entrega das chaves, o bispo lembrou ao pároco que a Eucaristia é a fonte e o cume de toda vida cristã, lembrando que ela é o centro de toda ação pastoral. No batistério, novo pároco recebeu os instrumento para administrar o Batismo. E, em frente a um dos confessionários da Catedral, cônego Bruno César recebeu uma estola roxa do bispo que disse ao pároco para seja zeloso nesse ministério e que distribua as riquezas da misericórdia do Senhor.

Retornando ao presbitério, Dom Pedro conclamou a assembleia a uma salva de palmas para o cônego Bruno César, novo pároco da paróquia Santo Antônio, em Campanha. Em sua homilia, D. Pedro comentou com os fiéis sobre o evangelho do dia (Mc 5, 1-20) e deixou sua mensagem ao cônego Bruno César e à comunidade paroquial reunida para que trabalhem juntos, pois “Deus pode fazer muitas coisas!” e desejou que o Cônego Bruno seja feliz nessa missão.

Representando a comunidade Campanhense, o coordenador da Pastoral da Comunicação, Flávio Maia Custódio, proferiu mensagem de acolhida saudando o Cônego neste retorno à paróquia e falando sobre a alegria de tê-lo como pároco. Destacou ainda a gratidão de toda comunidade campanhense pela empreitada de restauro da Catedral, lembrando de seu amor pela comunidade transformado em gesto concreto ao doar o novo altar mor para a Catedral Santo Antônio de Campanha. Terminou citando Vinícius de Moraes, “A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida.”

Após a bênção final, os padres concederam aos fiéis a tradicional bênção de São Brás. Impondo velas cruzadas na garganta dos fiéis, os padres abençoaram proferindo a fórmula tradicional da bênção: “Pela intercessão de São Brás, livra-te Deus dos males da garganta. Em nome do Pai, do filho e do Espírito Santo”

Leia a íntegra da mensagem proferido pelo pároco – Con. Bruno César Dias Graciano

Exmo. Revmo.

Dom Pedro Cunha Cruz

Exmo. Bispo Diocesano da Campanha

Padres, Diácono, religiosos, seminaristas, amigos de São Lourenço!

Querido povo da Campanha.

É com temor e tremor que acolho esta nova designação feita por nosso bispo, Dom Pedro Cunha Cruz, de ser o Pároco da Paróquia Santo Antônio e Cura desta Catedral. Tremor por conhecer bem a história desta terra, que tem sua origem no século XVII, por saber dos grandes vultos que por aqui já passaram, seja na busca pelo ouro, desbravando as nossas lavras, seja na política, nas letras, na filosofia, nas artes, nas ciências, na Igreja. Nomes escritos com letras áureas, que marcam definitivamente a história desta cidade quase tricentenária.

Mas ao mesmo tempo, o coração se enche de temor, ao saber das minhas misérias, frente à graça infinita de Deus e sua misericórdia sem fim, que sabendo quem sou, quis contar comigo, ao chamar-me a ser ministro seu. Sou grato a Deus por ser sacerdote e ao poder comunicar ao seu povo santo os mistérios do alto. Desta forma, minha fraqueza não é obstáculo, mas abertura a Ele que quer contar comigo.

Sendo assim, não consigo deixar de dizer a Jesus: Aqui estou! Sempre que Ele me pede algo! Por isso, não deixo de dizer ao senhor, Dom Pedro: Aqui estou, para fazer a vontade de Deus e cooperar com o senhor. Sou grato pela confiança e lhe garanto que me esforçarei para atender às expectativas que o Espírito Santo plantou em seu coração, ao indicar-me como o pároco desta paróquia.

Ao povo de São Lourenço agradeço pela amizade e carinho, ao longo dos seis anos que caminhamos juntos. Como já pude expressar, São Lourenço foi uma grande escola, que me ajudou a crescer humanamente, espiritualmente, pastoralmente.

Ao povo da Campanha, manifesto minha alegria ao entrelaçar as minhas mãos às mãos de vocês pelos próximos anos. Aqui comecei o meu ministério e pude dar os primeiros passos como sacerdote. Conheço bem este chão, por isso, com reverência e respeito, retiro minhas sandálias para adentrar esta terra sagrada, não somente geográfica, mas terra do coração de cada um, para juntos conhecermos mais a Jesus e com Ele, decididamente, podermos caminhar.

A vida é mesmo uma caminhada. Como peregrinos estamos aqui, juntos. Não tenham receio de contar comigo, pois eu não terei receio de contar com vocês. Espero levar Jesus a todos e levar todos a Jesus. Ser um sinal do amor e da misericórdia do Senhor. Por isso, não posso deixar de implorar: rezem sempre por mim!

 

Texto: Flávia Maia Custódio

Fotos: Bruno Henrique

 

Author picture

Compartilhar:

Categorias:

Diocese

Formações

Leia Também

Nos dias 12 a 14 de julho, aconteceu em Aparecida/SP, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, o 8º
Inúmeras vezes o magistério da Igreja reitera a importância da oração na família e recorda como os primeiros ensinamentos